Publicidade dos casinos

Em Portugal os canais por cabo têm tido uma quantidade enorme de anúncios a sites de aposta e também casinos a passarem na televisão. É claro que estes estão autorizados pela lei e somente fazem publicidade aos sites de jogo que estão licenciados pelo SRIJ e que são legais e seguros, onde se pode jogar à vontade. 

Os anúncios falam muitas vezes dos bónus de primeiro depósito, da variedade de apostas desportivas, e da variedade das ofertas que existe em cada casino ou site de apostas. O objetivo é claro: destacar-se em relação aos outros através da publicidade, e isso tem acontecido muito bem com esta nova função. O grande aumento de publicidade na televisão deve-se ao aumento também dos registos nestes sites que tem havido em Portugal. O jogo na internet é, sem dúvidas, um mercado onde existe sucesso e os seus intervenientes pretendem ter sempre lucros e, quanto maiores, melhor, e por isso usam os meios de comunicação que existem para tentar conquistar mais jogadores para que possam ter mais pessoas a fazerem depósitos e a jogarem.

A pólemica da publicidade feita pela Betclic.pt

A publicidade na televisão a casinos e casas de apostas na internet conseguiu ter uma parte no nosso país, até mesmo conseguir passar nos canais abertos e também nos por cabo. Tudo estava a correr bem até que surgiu a publicidade da Betclic.pt, que era protagonizada por António Raminhos.

Conseguir que este humorista bem popular fizesse parte da campanha do site seria muito bom para a campanha, mas o site quis apresentar outras vantagens durante a sua publicidade, como dizer que tinha 160 tipos de apostas desportivas disponíveis para quem quisesse postas e comparava-se com um grande rival, o placard, que somente disponibiliza 9 tipos de aposta.

É claro que esta campanha da Betclic.pt desapareceu dos canais, pois foi censurada. Segundo várias informações, o placard.pt, que é gerido pela Santa Casa da Misericórdia, conseguiu de fato inviabilizar que esta campanha continuasse a passar na televisão e agora só se encontra online. É claro que este desfecho veio aumentar as acusações feitas pelos casinos e sites de apostas online devido a haver favoritismo do Estado para com o Placard, por ser gerido em parte público. Os sites e casinos online que têm a sua licença no país questionam até que ponto é justo que a Santa Casa concorra diretamente com empresas que são privadas, e o caso da Betclic deverá ter sido um exemplo mais que perfeito de má gestão pública no privado. Há que continuar a seguir os desenvolvimentos, mas não deverá haver uma conclusão muito diferente daquela que se espera.