O crescimento no 2º trimestre foi estimulado pelos casinos online

De acordo com os dados divulgados em relação ao 2º trimestre que foram passados pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos, o crescimento do jogo no país tem estado a ser estimulado pelos jogadores que jogam poker através de casinos online. 

Estes dados indicam que existe uma receita de 48.3 milhões de euros para esta indústria desde o primeiro trimestre do ano. Realmente há um aumento de 1 milhão de euros, o que quer dizer que há uma melhoria de cerca 30%. Já há mais 3 casinos online onde se pode jogar e isso faz toda a diferença, mas tudo se deve ao desenvolvimento dos mesmos. 

A indústria dos casinos online tem-se aproveitado destes ganhos, mesmo com uma redução anual de 1,6% nos registo de novas contas. 

Slots, poker e apostas em casinos online

Os 11 casinos licenciados têm 18 licenças (mais 5 que tinham em 2018) para o mercado em Portugal. Dez são para casinos, enquanto o resto são para apostas desportivas. 49% dos jogadores portugueses fizeram somente apostas, o que é um número bem grande. 

Devido a toda a atividade ter aumentado nos casinos online, a sua receita aumentou 50% alcançando 25,3 milhões de euros. Isso foi realmente um grande aumento, até porque ultrapassou as apostas pela primeira vez. O gasto total feito nos casino foi de 700 milhões de euros, e isso representa um crescimento anual de 214%. 

As slots também tiveram culpa neste crescimento, tendo sido responsáveis por 67% das receitas. A roleta e o blackjack também tiveram a sua parte com 13,5% e 8%. 

As apostas desportivas na internet não tiveram muito crescimento, pois apenas tiveram 12,4% de crescimento por ano e a sua receita total durante o 2º trimestre foi de 23 milhões de euros. É claro que as apostas foram maioritariamente feitas no futebol, com 71,4% de apostas na Primeira Liga portuguesa. O segundo desporto onde mais se apostou foi o ténis que recebeu 16,4% de apostas e o terceiro foi o basquetebol com 7,5%. 

A posição do Governo e a legislação

O governo recebeu 21 milhões de euros desta receita, mas continua com as mesmas preocupações se não se está a prejudicar o crescimento da indústria. 

Especificamente, os impostos sobre o tamanho de negócios das apostas e o tempo que se demora na criação de uma taxa única para os jogos dos casinos online são algo que frusta as operadoras que têm licença. Mesmo que se continue a crescer, pode haver um abrandamento caso não se consiga encontrar um consenso no futuro.